Por que trocar seu amálgama antigo e resistente ?

restauração
Restauração de amálgama

 

O amálgama é uma liga metálica, nas restaurações de amálgama feita pelo dentista,  temos uma liga que contém prata, mercúrio e estanho, podendo ter também o zinco e cobre.

O baixo custo, facilidade técnica, resistência ao desgaste e selamento marginal faz com que o amálgama ainda seja muito utilizado pelos dentistas, porém  a presença do mercúrio, um metal pesado que em concentrações elevadas pode contaminar os seres humanos e a natureza, levou o cirurgião dentista a limitar o uso do mesmo. Além, é claro, do seu potencial efeito antiestético,  podemos citar a corrosão e pigmentação da estrutura dentária.

Vejamos um caso clínico de troca do amálgama pela resina :

cavidade

Forramento

Para o forramento foi usado o hidróxido de cálcio fotopolimerizável da Ultradent (ultra blend plus).

restauração
Primeira camada de resina

Uso de resina para dentina Empress direct ( ivoclar ), cor A3 , foi utilizada a técnica da estratificação, fazendo a escultura de acordo com o remanescente dentário, respeitando a escultura original do dente em questão( unidade 37 ).

2 camada
estratificação com resina para dentina
resina posterior
Escultura

Finalização da restauração com resina para esmalte Empress Direct (Ivoclar ) A3 e resina Trans 30.

ivoclar
Restauração Final

A estética é uma realidade na odontologia e o uso de materiais de qualidade e de ponta também!! 🙂

beijocas

Fonte : clínica CASO

5 Comments

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!